Filme: O Jogo da Imitação| Amanda Couto

Padrão

Oi estrelinhas da minha vida!
Todo mundo bem?
Eu voltei, e resolvi começar uma coluna nova aqui no blog:
SÉRIES E FILMES!!!

Eu espero que vocês apreciem a coluna, já teve um post de seriados aqui, onde eu falei de Pretty Little Liars, mas agora vão ter mais posts, e sobre filmes também. E o primeiro filme é:

Título Original: The Imitation Game
Título: O Jogo da Imitação
Ano: 2014
Duração: 114 minutos

The-Imitation-Game-Poster-5
O filme se passa na época da Segunda Guerra Mundial, e retrata a história de Alan Turing, um professor de matemática visto como estranho por todos, inclusive pelo espectador.

Durante a Guerra, os alemães utilizavam um código para se comunicar, e o objetivo de um programa ultrassecreto de criptografia é decifrar esses códigos. Com um certo esforço, Turing consegue entrar nesse programa, e as coisas mudam um pouco.

Turing dedica todo o seu tempo construindo uma máquina que pudesse desvendar os códigos. Apesar de seu ótimo desempenho, ninguém acredita que aquela máquina possa funcionar, nem mesmo quem está assistindo o filme.

Bom, vou deixar o resto da história para vocês descobrirem. Devo dizer que este filme me surpreendeu em vários aspectos, foi recomendação de uma amiga, e ela sempre dizia que era ótimo, e ótimo e ótimo, e isso atiçou minha curiosidade, mas permanecia com as expectativas baixas.

Eu não gosto de história, não gosto de filmes que retratam a história, mas eu gostei deste. A determinação de Turing é impressionante. Mesmo com todas as críticas e acusações, ele não desistia.

Algumas partes do filme acabaram me decepcionando um pouco, principalmente as partes em que o filme volta para a adolescência dele. O fato dos militares serem ignorantes, carrancudos, injustos e preconceituosos também me irritou e me fez dar uma classificação menor para o filme.

Para quem gosta de filmes que retratam a história, principalmente as Guerras Mundiais, eu recomendo muito. Para quem não gosta, dê uma chance, apenas tente, pode se surpreender. Ah, e “Às vezes é necessário usar a lógica.”

Espero que tenham gostado,
Beijos,
EU.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s