Porque Amar: Magnus Bane |Jorgiana Parise

Padrão

Hello People! Olha quem ressurgiu do meio das xerox e PDFs!

E nessa volta já vim com um novo quadro aqui no blog, que é basicamente tentar passar pra você que está lendo o meu amor por um determinado personagem, serie ou autor (aviso de que talvez alguns argumentos não sejam racionais)!

Magnus Bane

( Eu ia fazer uma fanart lindinha e de minha autoria, mas ficou só no “ia” mesmo, sorry)

E o primeiro “homenageado” é nada mais nada menos que o feiticeiro mais fashionista de todos os tempos: Magnus Bane!

Admito que assisti ao filme d’Os Instrumentos Mortais (que é um bom filme, mas uma péssima adaptação) antes de ler os livros e já no filme Magnus foi o personagem que mais me chamou atenção e quando finalmente comecei a ler os livros a coisa toda se intensificou, porque ele é muito mais exótico que no filme, e como eu tenho uma leve queda (lê-se tombo) por personagens exóticos, foi impossível não o colocar na minha lista de personagens preferidos!

Mas, Magnus Bane não é só um ponto azul purpurinado no meio de uma mar negro, não ele é mais do que isso, enquanto seus amigos imortais Catarina Loss e Ragnor Fell foram amados por suas mães e famílias biológicas, e sempre tiveram essa inclinação a ter compaixão pelos mortais, Magnus não teve a mesma sorte, sua mãe o odiou no mesmo instante que a marca do demônio apareceu em seus olhos, seu padrasto passou anos o torturando psicologicamente até tentar afoga-lo, mas apesar de tudo Magnus é uma pessoa extremamente boa, e isso é um dos fatores que o destaca tanto.

Recentemente li As Crônicas de Bane e ali ficou claro toda a extensão da bondade do Alto Feiticeiro do Brooklyn, quando ele ama é algo profundo, e mesmo que a pessoa alvo desse amor não faça por merecer ou simplesmente tenha sido uma bela duma filhadamãe com ele, mesmo assim ele irá protege-la quando for necessário, ou se ele conhecer alguém que cometeu muitos erros em um passado próximo bater a sua porta implorando por ajuda, mesmo que levemente contrariado e soltando frases irônicas e sarcásticas ele vai fazer o que for preciso.

Ainda nas Crônicas de Bane, Catarina Loss fala algo que praticamente define Magnus Bane “ […] Você é sarcástico 12 horas por dia, mas quase nunca é maldoso. Tem um bom coração por baixo dessa purpurina. ” Gosto da definição da personalidade que essa frase traz, mesmo que o próprio Magnus não acredite nisso na maioria das vezes.

Magnus é meu personagem preferido do mundo dos caçadores das sombras, por ter um humor sarcástico e irônico, ser muito fútil em certos aspectos, e extremamente profundo em outros, e principalmente ser uma pessoa amorosa.

É Isso beijos ;*

Anúncios

2 comentários sobre “Porque Amar: Magnus Bane |Jorgiana Parise

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s